SPORTSHOWROOM
Air Force 1

Air Force 1

A historic meeting of basketball and Air.

Dunk

Dunk

A basketball institution beloved by players, skaters and fashion fans alike.

Air Max 1

Air Max 1

The shoe that launched the extraordinary Air Max range.

Gazelle

Gazelle

A shoe with its roots in the 60s Olympics that blossomed into an enduring cross-culture classic.

1906

1906

The shoe of the moment.

SPORTSHOWROOM: cada par de ténis tem a sua história

Atualmente, os ténis fazem parte do nosso dia-a-dia. Se passeares pelas ruas de qualquer cidade grande, vais garantidamente ver designs clássicos por onde quer que passes. Contudo, nem sempre foi assim. A ubiquidade dos ténis contemporâneos é resultado de uma história de décadas de performance de calçado que proporcionou uma base sólida para a cultura atual.

Tudo começou em 1949 com os primeiros ténis da adidas, os Samba, que tinham uma sola de borracha para proporcionar uma aderência extra em superfícies escorregadias. A proposta seguinte chegou mais de dez anos depois na forma dos Stan Smith (originalmente os Robert Haillet). Estes ténis humildes acabaram por se tornar um modelo extremamente popular. Os adidas Gazelle seguiram-se logo em 1966. Tendo sido originalmente criados para corrida, ao longo do tempo converteram-se em ténis de lifestyle, utilizados por ícones da moda e estrelas da música.

Seguindo para os anos 70, a adidas lançou uns modestos ténis de basquetebol chamados Superstar. Os componentes específicos para desporto tornaram os Superstar num favorito entre os jogadores de basquetebol, mas o estilo cultivou um legado que continuaria por gerações. Por esta altura, a Nike já tinha chegado e, em 1972, lançou dois ténis de corrida consecutivos. Os primeiros foram os Waffle, devido ao padrão característico presente na sola. Os segundos foram os Cortez, que utilizaram a cultura pop para os levar ao sucesso. Um ano depois de terem sido lançados, a Nike entrou no mercado do basquetebol com os Blazer, cuja aderência e respirabilidade melhoradas fizeram com que muitos os usassem nos campos.

Nos anos 80, a Nike e a adidas lançaram ambas uma variedade de novos designs. A adidas começou a década com outros ténis tecnologicamente desenvolvidos, os Continental 80, antes da Nike ter lançado os Air Force 1 em 1982. Começaram por ser ténis de basquetebol e são agora considerados um dos mais icónicos modelos da Nike. Aos AF1 seguiram-se, no ano seguinte, os Pegasus, uns ténis premiados pelos corredores. Em 1984, foram lançados mais uns ténis de basquetebol da adidas. Conhecidos como os Forum, caracterizavam-se pelo robusto suporte de tornozelo em cima de uma sola que absorve o impacto. No mesmo ano, a adidas lançou os primeiros da sua linha ZX de ténis de corrida, uma série que exibia novas tecnologias inventadas pela marca, incluindo o revolucionário sistema Torsion. Em 1985, a Nike produziu um lançamento pioneiro no mundo do basquetebol, os Jordan 1. Foram apenas os primeiros de muitos a terem o nome de um jogador de basquetebol que foi caracterizado como o melhor de todos os tempos, o insubstituível Michael Jordan. Mas não foram os únicos ténis que a Nike’s ofereceu ao basquetebol em 1985 – fizeram também os Dunk. Criados inicialmente como ténis de basquetebol para uma faixa etária jovem, acabaram por ser usados por skaters e na moda no geral.

Na segunda metade dos anos 80, a Nike atingiu um nível mais avançado de inovação quando lançaram as Air Max 1, em 1987. Apresentaram uma linha que iria equipar os seus famosos ténis, com inovadoras bolsas de ar visíveis na base. Posteriormente, em 1988, os Jordan 3 foram lançados, tornando-se nos primeiros a envergar o famoso logo Jumpman. Apenas um ano depois, saíram os Jordan 4, cujo jogador que lhes deu nome deu um apoio incrível à coleção ao marcar um dos maiores cestos alguma vez feitos.

No início dos anos 90 foram produzidos mais modelos de sucesso da Nike. Os Jordan 5 foram lançados com novas características em 1990, um período no qual os resultados de Michael Jordan atingiram patamares mais altos. Os Nike Air Max 90 também saíram nesse ano. Apesar de serem ténis de corrida, tornaram-se um fenómeno cultural pelo design estiloso e extraordinário conforto. Em 1991, foram apresentados os Jordan 6, desta vez utilizados pelo Michael quando este ganhou o campeonato da NBA pela primeira vez.

Pouco tempo depois disto, a Nike lançou uns ténis especificamente para o mercado da corrida. Os chamados Air Huarache ultrapassaram os limites da tecnologia de performance, através do uso de um material leve de neoprene. Mais tarde, em 1994, a adidas desenvolveu as chuteiras Predator. Desenhadas para contribuir para um excelente controlo da bola, foram usadas por grandes estrelas do futebol, como David Beckham e Zinedine Zidane.

A meados dos anos 90, a Nike quis voltar a pegar em modelos anteriores de corrida e criar algo completamente original. Conseguiram-no em 1995 com uns ténis que tinham uma estética única e ousada: os Air Max 95. Nesse ano também foram produzidos os Jordan 11, que simbolizaram o regresso de Michael Jordan à NBA. Em 1996, a adidas lançou os seus próximos ténis de corrida, os Ozweego, que ofereciam proteção e conforto.

Perto do final dos anos 90s, a Nike lançou os Air Max 97, com uma aparência futurista que se tornou popular entre corredores, mas também como uma peça de moda. Um ano mais tarde, a Nike apresentou mais dois ténis. Os primeiros, de corrida, os Air Max Plus, cuja aparência idiossincrática e tecnologia Tuned Air asseguraram que seriam bem-sucedidos. Os outros, umas chuteiras de futebol, chamadas Mercurial. Este design incrível continha várias inovações tecnológicas, mas foi o lendário jogador de futebol Ronaldo que o tornou conhecido.

O início dos anos 2000 viu a Nike criar a sua marca dedicada ao skateboarding, a Nike SB. Estabelecida em 2002, criaram versões dedicadas ao skate de designs retro existentes, como os Dunk e os Blazer, mas conceberam também ténis de skate novos. Em 2009, o famoso skater Stefan Janoski foi contactado para fazer o seu próprio modelo de assinatura. Os Nike Janoski eram versáteis e perfeitos para os aspetos técnicos do desporto.

Num avanço rápido até 2015, este foi um período proveitoso para os designers de calçado. A Nike lançou os Metcon para apoiar os treinos de fitness. Entretanto, a adidas estava a criar uns ténis de corrida inovadores, os Ultra Boost, que combinaram as tecnologias de ponta Boost e Primeknit. Estas estavam presentes em muitos outros lançamentos de 2015, um dos quais foi o NMD, um par de ténis contemporâneo para uso urbano. Outro deles foi uma das primeiras criações Yeezy da adidas’, os 350 Boost. Tornaram-se num sucesso enorme, para terminar um ano sensacional para a empresa alemã.

Em 2017, a Nike exibiu mais inovação ao criar os VaporMax, os primeiros ténis deles a incorporar uma sola Air visível a todo o comprimento, uma tecnologia de ponta que garante um enorme conforto. 2018 anunciou outros Air Max: os 270. Ao contrário de modelos anteriores, colocaram o lifestyle antes da corrida, envergando um calcanhar robusto que fez a diferença. Enquanto isso, a adidas prolongou a colaboração com o Ye, lançando os Yeezy 500, que se caracterizavam pela estética retro dos anos 90. Em 2019, foram lançados mais dois modelos: os 700 e os 380. Os 700 desafiaram a norma, outros ténis com um aspeto singular, que pareciam uma obra de arte. Os 380 eram uma nova versão dos 350 com uma atualização na aparência, incluindo um calcanhar inclinado ao lado de um padrão camuflado cativante na parte de cima. No mesmo ano, a Nike lançou os estilosos e futuristas Air Max 720 com uma sola Air de 360 graus – a bolha de ar mais alta de sempre.

Em 2020, para comemorar 30 anos dos monumentais Air Max 90, a Nike modernizou a sua aparência com os AM2090, atribuindo uma silhueta mais futurista a estes ténis de corrida e lifestyle. Ainda mais recentemente, em 2021, a Yeezy lançou os Slide, uns chinelos confortáveis com um corpo volumoso EVA de espuma.

A admirável história dos ténis modernos teve início há muitas décadas, mas esta plataforma apresenta apenas uma pequena coleção de sapatos, ténis, e outro tipo de calçado lançado pela Nike, Jordan, adidas e Yeezy no período decorrente. Esta viagem incrível mudou o desporto e a moda, fazendo-os aproximarem-se até que se fundiram para criar designs únicos que poderiam caber em qualquer domínio. Esta fusão de mundos tem se tornado mais aparente na abundância de colaborações anunciadas nos últimos anos; a Nike com a marca de streetwear de luxo Off-White e o influente artista de música Travis Scott, e a adidas com a casa de moda Gucci, entre outros. Estas marcas ainda não terminaram – parecem estar a criar mais inovações ano após ano, com potencial para que muitos mais ténis estilosos sejam lançados no futuro.
 

SPORTSHOWROOM usa cookies. Sobre nossa política de cookies.

Continuar

Escolha seu país

Europa

Américas

Ásia-Pacífico

África

Médio Oriente